22 de ago de 2009

Sherlock Holmes

Olá pessoas. Desculpe a demora, mal voltei as aulas, já me encontro prestes a cometer assassinatos lá.

Bora ao assunto. Ontem me perguntaram se vi o trailer do novo filme do Sherlock Holmes (minha desilusão de infância, foi quando descobri que ele nunca existiu), então, por que não comentar sobre esse filme?
Nas primeiras fotos que vi, achei algumas coisas estranhas, a começar pelo Judd Law de Watson. Ele, provavelmente, seria a ultima pessoa que eu pensaria pra esse papel, e Robert Downey Jr de Sherlock Homes, me foi um tanto chocante tambem.
Ambos os atores, fogem por completo das descrições dos personagens, apresentados nos livros. Mas, são ótimos atores, e isso é inegável, quem sabe consigam mudar minha visão, quando eu assistir o filme.

Mas o que está me matando, é a cena de luta no trailer, não discuto que Hollywood precisa colocar ação na estória, para que ela fique mais vendável, mas, é humanamente impossível imaginar Sherlock Holmes lutando. Das cenas apresentadas no trailer, não encontrei uma única que mostrasse o Holmes descrito nos livros de Conan Doyle. O jeito é esperar o filme e evitar tirar maiores conclusões até lá.

E pra quem quiser conhecer o Sherlock Holmes, vá direto no livro ‘Um estudo em vermelho’. No inicio dele (que é o primeiro), Watson faz uma lista de qualidades e defeitos de Holmes. Por ela, você conhece muito do brilhante detetive dos contos.



Aqui vai o trailer:




E vou parar por aqui, se eu desembestar no assunto Holmes, faço um livro! hahaha

2 comentários:

  1. Ai do Judd lav, mais acho que esse papel não é pra ele mesmo, e o ROBERT? aah FALA SERIO. nada a ver Até o Hugh Laurie seria melhor para interpretar o maravilhoso detetive, na minha opniao é claro.

    ResponderExcluir
  2. SH despertando paixão!?... SH algemado numa cama, sugerindo uma noite de sexo ardente e não convencional!?...SH explodindo prédios!?... SH lutando corpo a corpo!?... SH exibindo o bíceps?!... SH em ação, ação, ação!?!?!? É, quer parecer-me que 007 mudou de nome naquele estúdio. Alguém precisava dizer a eles que o nome daquele personagem é Bond, James Bond.
    Sherlock Holmes, ah! esse não precisava suar a camisa. Bastavam algumas baforadas no seu bom e velho cachimbo ali mesmo, na poltrona predileta em sua sala de estar, com Watson fazendo companhia e dando o tom das reflexões que a solução para o caso já dava os primeiros passos. Quando não vinha a galope! Gosto muito das atuações do Robert D. Jr., mas SH daquele jeito!!!! Não, assim não...
    Sir Doyle, que deixou esta dimensão insatisfeito com o estrondoso sucesso de um personagem, quando escrevera dezenas de outros que permaneceram à sombra, ficaria ainda mais frustado depois dessa. Todo seu gênio criativo e manipulador de teorias vai pelo ralo. (Fui muito amargo????)
    Daniel G.

    ResponderExcluir